Ossos Cruzados: Em entrevista, vocalista André Honorato revela detalhes sobre sua carreira e influências

Um dos principais nomes do Hardcore/Crossover nacional, a Ossos Cruzados vem em uma crescente em sua carreira, graças aos seus 2 ótimos álbuns de estúdio, “Miolos” (17) e “Espectrofobia” (19), e a suas letras temáticas, que abordam temas como filmes de horror, monstros e ficção científica. Em uma entrevista exclusiva para a Roadie Metal, o vocalista André Honorato nos falou um pouco a respeito de sua carreira e influências, e claro, deixou um recado aos fãs da banda.

1º Como você descobriu a música pesada?

A primeira banda de rock eu escutei foi o Creedance Clearwater Revival, mas fui ficar fanático no dia que escutei Ramones, por volta dos 12 anos de idade. Nesse momento rock virou meu assunto predileto na roda de amigos e fui apresentado ao Metallica, que é uma das minhas bandas prediletas até hoje.

2º Quando teve seu primeiro contato com o instrumento que toca?

Com esse primeiro contato com as bandas, eu tive vontade de fazer música e comecei a tentar tocar violão, mas a minha a paixão era bateria. Queria tocar como Dave Lombardo, Mike Bordin ou como o Lars, mas não tinha dinheiro para comprar uma bateria e pra minha condição financeira na época o único jeito de estar numa banda era sendo vocalista. Comecei como vocalista em uma banda de que tinha foco no rock nacional e não deu muito certo, pois eu queria gritar e usar drives. Quando fui expulso desta banda meu irmão tinha uma grana e comprou uma bateria e passei mais de 20 anos comandando as baquetas de algumas bandas e só voltei a cantar quando montei a Ossos Cruzados em 2015.

3º Quais seus grande ídolos como vocalista?

Uma grande inspiração sempre foi o Mike Patton, e na minha opinião ele é o cara mais versátil indo do extremo até a música pop. Porém gosto do João Gordo do Ratos, gosto demais do Blaze Bailey na sua carreira solo, e também do Glenn Danzig tanto no Misfits quanto em sua carreira solo.

4º Cite suas músicas favoritas de seus ídolos.

Mike Patton – Faith No More – Digging the Grave

Mike Patton’s Mondo Cane – Deep Deep Down

Mike Patton – Peeping Tom – We’re Not Alone

Blaze Bayley – The Man Who Would Not Die

Blaze Bayley – Wolfsbane – Angel

Blaze Bayley – Iron Maiden – Man On The Edge (sim, eu gosto!)

João Gordo – Ratos de Porão – Expresso Da Escravidão

João Gordo – Sepultura – Reza

João Gordo – Lockdown – Hymn of Hate

Danzig – Misfits – Last Caress

Danzig – Samhain – To Walk The Night

Danzig – Killer Wolf

5º Deixe uma mensagem para os fãs da Ossos Cruzados.

Escutem música, consumam música, descubra o underground. Aproveitem esse tempo esquisito e escutem bandas brasileiras, tenho certeza que vocês vão se surpreender. Ahhh escutem a Ossos Cruzados, estamos preparando algo novo que logo deve ver a luz dia! Em breve, muito breve mesmo vocês terão novidades!

Confira o álbum “Miolos” nas plataformas de streaming:

Confira também o álbum “Espectrofobia”:

Para acompanhar as novidades da Ossos Cruzados, siga a banda em suas redes sociais.

Ossos Cruzados:

André Honorato – Vocal

Hebberty Taurus – Guitarra

José Otávio – Baixo

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/bandaossoscruzados/

Instagram: https://www.instagram.com/bandaossoscruzados

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCv03GZ6VZURpITqrwPXRBLw

Fonte: Roadie Metal Assessoria